O Verdadeiro Evangelho – Paul Washer – resenha do livro

paul washer

Este é um daqueles livros que nem todo mundo está preparado para ler kkkk então, eu não digo que indico, mas aconselho a deixarem esse livro naquela lista do que você deve ler antes de morrer.

Os primeiros capítulos não são tão empolgantes, ao ler você se sente o maior pecador da face da terra, é como se você entendesse que não importa qual é o seu pecado, é um pecado de todo jeito e o certo seria que você fosse punido com o máximo de rigor exigido. O Paul Washer definitivamente não é um escritor e pregador do amor de Cristo, de sua graça… Ele é do tipo que te chama ao arrependimento e que esclarece coisas que nunca pensamos. Por exemplo, ele fala sobre este trecho da Bíblia: “Pai, se queres, afasta de mim este cálice; entretanto, não seja feita a minha vontade, mas o que Tu desejas!” (Lc 22,42), o que você acha que tinha no cálice? Eu nuuunca tinha pensado nisso e se você também nunca pensou, leia o livro!! kkk eu não vou contar! (tem em pdf)

Ele fala coisas bem polêmicas, mas que fazem bastante sentido, sendo válido ler e conhecer outra forma de pensar.

Alguns trechos do livro;

“a gravidade do pecado origina-se do que ele diz acerca
de Deus. Deus é infinitamente digno de ser honrado.
Mas o pecado diz o oposto. O pecado diz que
existem coisas mais desejáveis e mais dignas. Até
que ponto isso é grave?”

———————————————————————————————-

“Muito da psicologia moderna fala a respeito de se sentir bem com quem você é. Entretanto, não é isso que eu quero; eu quero que você seja salvo de quem você é e do que você tem feito.”

———————————————————————————————-

Anúncios

2 comentários sobre “O Verdadeiro Evangelho – Paul Washer – resenha do livro

  1. “O Paul Washer definitivamente não é um escritor e pregador do amor de Cristo, de sua graça…”
    Em que se baseia essa sua afirmação? Paul Washer é um dos maiores pregadores do amor de Cristo nos últimos tempos. Ele mostra pontos de vistas bíblicos em sua real profundidade e significado. Ensina a bíblia da forma realmente como deve ser ensinada. Um pregador que não se importa com o pensamento dos homens mas apenas com o do próprio Deus.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu quis dizer que “O Paul Washer definitivamente não é um escritor e pregador do amor de Cristo, de sua graça… Ele é do tipo que te chama ao arrependimento e que esclarece coisas que nunca pensamos.” Não duvidei que ele seja um ótimo pregador, só falei que se comparado com outro do tipo Max Lucado, os textos dele não são do tipo de você se apaixonar pela graça, não são envolventes em amor. Ele fala sobre arrependimento e que sem a graça não alcançariamos o perdão, ele é um escritor de conscientização, ele fala da condição humana em si e de quanto precisamos de Deus. Acho que não deixei meu ponto de vista tão claro. Espero que você me entenda.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s